Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

VIVA O LIVRO DIDÁTICO UM IMPORTANTE RECURSO METODOLÓGICO QUE TRAZ COM ELE AS INÚMEROS POSSIBILIDADE DE INTERAÇÃO PROFESSOR- ALUNO NA SALA DE AULA  E EM QUALQUER OUTRO LUGAR, DE ACORDO COM A MEDIAÇÃO QUE É FEITA, NA TRANSMISSÃO DOS VÁRIOS CONTEÚDOS QUE NELE CONTÉM.

LER AINDA É UM ÓTIMO EXERCÍCIO QUE PROPORCIONA PRAZER NA MEDIDA QUE O NOSSO IMAGINÁRIO É AGUÇADO


 A CRIANÇA QUE LOGO CEDO COMEÇA O  CONTATO COM  A LEITURA TEM A OPORTUNIDADE DE AMPLIAR SEU HORIZONTE NOS VÁRIOS  DE ENTENDIMENTOS SOBRE TUDO O QUE LER.












Disponível em:<https://www.google.com.br/search?q=dia+nacional+do+livro+did%C3%A1tico&hl=pt-BR&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ei=OlguUb6fEJHy8ASYo4CQAg&sqi=2&ved=0CC4QsAQ&biw=1280&bih=899> acesso em  27 de fev.2013.
Dia 27 de fevereiro dia do livro didático








http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=W9eBpv-WPAs#!

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Apreciando as obras de Ziraldo
Ziraldo Alves Pinto é jornalista, pintor, dramaturgo, cronista, chargista e colunista brasileiro.
Obras: O Menino Maluquinho, O Bicho da Maçã, O Joelho de Juvenal, entre outras obras fantásticas de sua autoria.



Esse livro conta a história de um menino e que corresponde a vida de muitas crianças. É um livro que mostra a verdadeira infância. O personagem mostra um menino cheio de vida e entusiasmo e que curte a infância de todas maneiras. Com várias ilustrações bem divertidas e versos gostosos que mostram as estripolias de um menino bem Maluquinho. 


O bichinho da maçã e seus amigos é um livro divertido e que mostra a importância de amar o lugar onde você mora, com figuras e versos simples. O bichinho da maçã apresenta seus amigos e suas casas(pêra, laranja...) Esse livro é dedicado às crianças em fase de alfabetização.


Esse livro é integrante da coleção Corpim. Ele conta, como vive um joelho de um menino desde sua infância até crescer e virar adulto. O livro mostra com muitas ilustrações as felicidades e tristezas de um joelho chamado Juvenal.

Esse livro conta a vida dos dedos de uma mão. É um livro que com palavras simples mostra a união dos dedos que podem fazer juntos mil e uma coisas. Com ilustração simples e legais.


A leitura do livro Vito Grandam. É uma história que conta as aventuras de um garoto de dezessete anos que quer ser escritor. O narrador era apaixonado por sua professora de inglês, Glória. E ele viaja para vários lugares com seu pai, sua mãe, e seu tio Vito Grandam.


http://projetoleiah.tripod.com/resumo/autor/defaulto.html
Canção do exílio
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá;
As aves, que aqui gorjeiam,
Não gorjeiam como lá.
Nosso céu tem mais estrelas,
Nossas várzeas têm mais flores,
Nossos bosques têm mais vida,
Nossa vida mais amores.
Em  cismar, sozinho, à noite,
Mais prazer eu encontro lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.
Minha terra tem primores,
Que tais não encontro eu cá;
Em cismar –sozinho, à noite–
Mais prazer eu encontro lá;
Minha terra tem palmeiras,
Onde canta o Sabiá.
Não permita Deus que eu morra,
Sem que eu volte para lá;
Sem que disfrute os primores
Que não encontro por cá;
Sem qu'inda aviste as palmeiras,
Onde canta o Sabiá.

De Primeiros cantos (1847)
Gonçalves Dias


Gonçalves Dias (1823-1864) foi poeta e teatrólogo brasileiro. É lembrado como o grande poeta indianista da geração romântica. Deu romantismo ao tema índio e uma feição nacional à sua literatura. 
http://www.horizonte.unam.mx/brasil/gdias.html
https://www.youtube.com/watch?v=9SSFeE9rvf4

PALAVRAS, POEMAS E POETAS: O MENINO QUE CARREGAVA ÁGUA NA PENEIRA ( Manoel d...



Que hei de fazer se de repente a manhã voltar?
Que hei de fazer?
— Dormir, talvez chorar
”.
 
Manoel de Barros

 O menino que carregava água na peneira

Tenho um livro sobre águas e meninos.
Gostei mais de um menino
que carregava água na peneira.

A mãe disse que carregar água na peneira
era o mesmo que roubar um vento e sair
correndo com ele para mostrar aos irmãos.

A mãe disse que era o mesmo que
catar espinhos na água
O mesmo que criar peixes no bolso.

O menino era ligado em despropósitos.
Quis montar os alicerces de uma casa sobre orvalhos.

A mãe reparou que o menino
gostava mais do vazio
do que do cheio.
Falava que os vazios são maiores
e até infinitos.

Com o tempo aquele menino
que era cismado e esquisito
porque gostava de carregar água na peneira

Com o tempo descobriu que escrever seria
o mesmo que carregar água na peneira.

No escrever o menino viu
que era capaz de ser
noviça, monge ou mendigo
ao mesmo tempo.

O menino aprendeu a usar as palavras.
Viu que podia fazer peraltagens com as palavras.
E começou a fazer peraltagens.

Foi capaz de interromper o vôo de um pássaro
botando ponto final na frase.

Foi capaz de modificar a tarde botando uma chuva nela.

O menino fazia prodígios.
Até fez uma pedra dar flor!
A mãe reparava o menino com ternura.

A mãe falou:
Meu filho você vai ser poeta.
Você vai carregar água na peneira a vida toda.
Você vai encher os
vazios com as suas
peraltagens
e algumas pessoas 
vão te amar por seus
despropósitos
Poema de Manoel de Barros
Retirado do livro: Exercícios de ser criança:
O Menino que carregava água na peneira
Editora Salamandra
https://www.google.com.
brhttps://www.youtube.com

FALANDO UM POUCO MAIS SOBRE ILUSTRAÇÕES. XILOGRAFIA A xilografia é uma técnica em criar e copiar imagens , provavelmente surgida na China e que torna-se conhecida no Ocidente a partir do século 6º. No Brasilesta técnica foi introduzida pelosa colonizadores Portugueses que aportaram na região Nordeste, mantende assim os traços e formas medievais da cultura lusitana, ela desenvolve-se como meio de copias de imagens e aos poucos incorpora-se a cultura popular graças a sua simplicidade. Tal técnica tem seu processo de criação o entalhe de um imagem sobre uma placade madeira, tornando-se matriz de uma dada reprodução. Por volta do década de 1930 passou alustrar o cordel, tanto é que maioria dos xilógrafos são conhecidos através deste tipo de literatura. A partir da xilografia objetivos podem ser direcionados as crianças como por exemplo: *Possibilitar o contato das crianças com a arte e a cultura popular. *Despertar a criatividade infantil a partir de técnicas simples de utilização de materiais alternativos. *Promovera valorização da produção artística e artesanal. * Conceituar o que é arte. E como aprendemos as imagens expressam toda uma história que fica nas entrelinhas das ilustrações e figuras desenhos e nestas imagens textos e textos estão escritos, estes podem ser lidos e entendidos de diversas formas,depende da percepção de quem os olhar ou seja admira.  
http://revistaescola.abril.com.br/swf/animacoes/exibi-animacao.shtml?gestao-livro-didatico-2.swf

 https://www.google.com.br/search?q=xilografia&hl=pt&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ei=KKonUdjwI4vA9QTzzYAg&ved=0CAcQ_AUoAQ&biw=1241&bih=584< acesso>em 22/02/2013 as 14:52 http://revistaguiafundamental.uol.com.br/professores-atividades/93/artigo250379-1.asp em 22/02/2013 as 14:53.

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013



As imagens tem o poder de criar uma atenção a mais em um texto, pois são elas que na sua maioria dão vida aos livros ilustrados. Toda imagem é também um texto, mesmo que não esteja expresso de forma escrita,o texto está nas entre linha percebido em uma imagem.É importante fazer um exercício de observação para identificar o que uma imagem pode está dizendo.